29 março 2011

->Como os filmes de amor acabam com as mulheres.

"E lá esta ela, parada em pensamentos e ao fundo uma musica romântica, nostálgica, embala a situação deprimente. Então o carro pára em sua frente e eles trocam olhares... Ela esta triste, magoada. Ele arrependido, apaixonado. Ela vira o rosto. Oh! Ele vem com uma cara de dar pena. Hmmmm, podemos por umas flores ai também - ah flores tão clichê! - ele diz que a ama. Blá blá blá, dai tem o costumeiro beijo, blá blá blá, ela o perdoa, casamento, letreiro, fim."


Isso tudo você vê sempre em filmes, novelas, livros... Em qualquer lugar! Mas, enfim, estamos falando dos filmes. Eu como mulher sei, nós temos uma profunda queda por isso. E tudo é extremamente viciante e mexe com o nosso imaginário. Desde a maneira como o casal se conhece, primeiro beijo e noite de amor e tudo que envolve o decorrer da história, nós absorvemos de tal maneira que achamos que a vida tem que ser assim. Nesse momento tenho um ódio profundo da galera que faz esses filmes, porque para mim, de todas as drogas licitas, esta é a pior!
Bem, se você é homem e está lendo isso, não pare, pensando que nada disso tem a ver com você. Digamos que vai ser bom tanto para o lado masculino, que vão entender finalmente porque as mulheres são tão problematicas, quanto para as garotas que vão acabar essas linhas libertas ou piores.
Eu mesma já fui muito fã de comédias românticas ou qualquer coisa do gênero, mas hoje eu realmente evito... Sinceramente prefiro ver muito sangue do que passar o fim de semana numa putz depressão.
Aliás quando chego na locadora - meus amigos de lá tem que aguentar 2 horas de indecisão (da-lhe libriana!) - Eu evito mesmo olhar para o cantinho em que esses filminhos estão colocados. Os problemas que ele causam é que no fim das duas,  uma:
1-Se estamos solteiras os niveis de depressão aumentam 70% e vamos começar a achar nossa vida uma derrota;
2-Se estamos acompanhadas, olhamos para a cara do rapaz - coitado ali sendo obrigado a tal tortura - e iremos pensar :" Mas que droga de namorado que eu tenho?"
Por isso homens, CUIDADO! Não deixem suas garotas verem essas coisas...
Desde pequenas acostumadas de que o principe irá chegar e salva-las. Na verdade toda a sociedade criou um cenário de que amor é a nossa sina, que no fundo achamos que temos a obrigação de viver isso também. Nossa mente cobra isso. Mas o mundo não é conto de fadas com principes lindos.
Na verdade é um conto de sa-fadas, já nem existem caras tão lindos assim e os lindos tem o cérebro do tamanho de um grão de arroz (há exceções eu sei...) e só querem saber das oferecidas.
Mulheres auto-suficientes acabam sozinhas ou com homens com cérebro maior que um arroz, mas não tão lindos. Na verdade eu prefiro...
E vou dizer mais! Para as mulheres: Homens que não prestam não ligam no outro dia. E pronto. Não perca seu tempo. E... homens que prestam também não ligam no outro dia! Porque? São homens, e eles não tem o menor talento e saco pra essas coisas que nós mulheres queremos, por causa de um bando de filmes água com açúcar que alimentam nossa carência!
Mas homens que prestam se não ligam amanhã, ligam num outro dia qualquer, como quem não quer nada, te convidando para um cinema!
-Ah! Mas é assim, quando ele quer?
Calma... O poder vem depois, quando você mostra para ele, que não pode viver sem essa deusa que você é! Assunto pra depois...
Concluindo, não é para pararem de assistir esses filmes. Mas temos que entender que não existem caras como Edward de Crepúsculo ou Jack de Titanic. E não vamos viver a vida em função de achá-los. Eu parei por opção. Pois isso metralha minha mente mesmo!
Hoje fico com filminhos de ficção cientifica, Harry Potter, CSI e essas coisas...
Prefiro acreditar no sobrenatural e outros mundos, do que me afundar em chocolate e TPM! E tenho uma inclinação grave pra isso!
Por sinal, tenho certeza que Crepúsculo está empoeirado em algum canto na minha estante...

9 comentários:

Ranzinza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ranzinza disse...

Abaixo o feminismo em todas suas formas, tipos e fantasias, do mais desacerbado aos que se escondem nas entrelinhas!
Pobre Mário...

Ale(atório) disse...

Assim como não existem Anas Scot's (Um lugar chamado Nothing Hill) e Amelie Poulain (O fabuloso destino da dita cuja)! Assim, creio que vale para os dois seu post! Assim como existem mulheres romãnticas, existem homens também (e pode parecer mentira ou ficção), mas há homens que sofrem horrores com mulheres que se comportam exatamente como homens! Canalhas, com um dom especial para brincar com a nossa raça! Gostei do seu blog...estarei aqui sempre que puder. Não vou fazer propaganda do meu, mas se quiser está na lista do ranzinza (Agamenon Errou)... Aliás, isto não é uma bronca, concordo com você em muitas coisas!!!

Valeu

Ranzinza disse...

Homens sensiveis...
Passo a palavra pro Homem que mais entende de Homens sensiveis:
- Fala ai Silvio!

Silvio Barreto de Almeida Castro disse...

Todo homem torna-se sensível ao ver a cara da morte.

Ranzinza disse...

Vadinho, O Memorioso, que tens a comentar sobre isso?

vladéfoda disse...

todo homem sensível tem mais espaço para sentir prazer

Silvio Barreto de Almeida Castro disse...

Essa questão de espaço é como a balsa Santos-Guarujá, uma hora atraca de um lado, outra hora atraca do outro e assim vai. Tucano é que gosta.

kuwuwait disse...

Did you heard what Rob Matts said about that?

cheap clomid